Fotos Educação Infantil – Dia Internacional da Mulher

A tradição de escolher um Homem do Ano começou em 1927, quando os editores da Time estavam pensando sobre o que escrever numa semana de poucas notícias. Inicialmente, eles buscaram remediar um constrangimento editorial de mais cedo naquele ano quando a revista não colocou o aviador Charles Lindbergh na sua capa após o histórico voo transatlântico. No fim do ano, eles vieram com a ideia de uma reportagem de capa sobre Lindbergh ser o “Homem do Ano”.

Desde então, uma pessoa, grupo de pessoas (um time de indivíduos escolhidos ou uma categoria demográfica), ou, em dois casos especiais, uma invenção e o planeta Terra, vem sendo escolhido para uma edição especial no fim de cada ano. Em 1999, o título foi alterado para “Pessoa do Ano” num esforço para evitar o sexismo. No entanto, as únicas mulheres a ganhar o prêmio depois da mudança foram aquelas em 2002 que denunciaram as práticas ilegais das empresas em que trabalhavam e Melinda Gates (junto de seu marido, Bill Gates e de Bono). Quatro mulheres ganharam o título quando ainda era “Homem do Ano”: Corazon Aquino em 1986, Rainha Elizabeth II em 1952, Soong Mei-ling (Madame Chiang Kai-shek) em 1937 e Wallis Simpson em 1936. No entanto, as mulheres foram incluídas em diversos grupos, como entre os cientistas dos EUA em 1960, os norte-americanos da classe média em 1969 e “você” em 2006.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pessoa_do_Ano_(revista_Time)